Reconheça os Tipos de Violência


Doe sua voz. Denuncie a violência contra a criança e o adolescente.
Rede de Proteção contra a violência.
Nossa força é a nossa voz.


A violência contra crianças e adolescentes é um problema de todos. Todos os órgãos, setores da sociedade e cidadãos devem se unir para criar uma rede de proteção. Para isso, precisamos de uma coisa muito simples: a sua voz. Fale, grite, divulgue essa mensagem e, principalmente, denuncie a violência contra a criança e o adolescente.

Um problema que pode estar muito perto de você.
Infelizmente situações de violência contra crianças e adolescentes são muito comuns, por diversos motivos:
  • Achar que o castigo físico educa
  • Descontrole emocional do adulto
  • Bater porque apanhava quando criança
  • Não reconhecer os direitos da criança de crescer feliz e saudável
Os motivos são diferentes, mas a violência contra crianças e adolescentes tem sempre algo em comum: o abuso na relação de poder. É o adulto que "manda" e usa a força para isso.
Atos de violência cometidos pelos pais ou cuidadores são o principal motivo de fugas de casa, levando a criança a outras situações de violência e exploração.

Por que ensinar através da violência é um mau caminho?
  • Porque quem bate dá uma verdadeira aula de descontrole e covardia
  • Porque existem formas melhores de educar
  • Porque só bate quem "perde a cabeça"
  • Porque a criança só aprende a evitar a surra e não a corrigir seus erros
  • Porque quem bate se sente culpado e acaba tentando compensar a agressão, não dando limites para os filhos

Educar sem violência: papel dos pais e/ ou responsáveis
É possível manter a disciplina sem apelar para a violência:
  • Diga a verdade sempre
  • Dê ordens claras e possíveis
  • Insista nas ordens e verifique se elas foram obedecidas
  • Não dê uma ordem e depois dê uma contrária
  • Ensine ao invés de repreender
  • Seja firme: mostre a autoridade de pai e mãe
  • Faça a criança assumir as consequências do que faz
  • Recompense o bom comportamento
  • Dê o exemplo. Este é o melhor modo de ensinar. Mais do que é dito, a criança e o adolescente aprendem pelo exemplo